Personal Textos

É o fogo presente

Luiz Vaz de Camões, um dia, sabiamente disse que amor é o fogo que arde sem se ver. Eu vejo ele todos os dias. É o jeito sublime como me olha. É a forma como os lábios se curvam para cima em um sorriso que é possível amar tanto. É a forma como o cabelo fica despenteado depois de se aconchegar no travesseiro, no sofá, no meu colo. É a forma como os dedos se encaixam nos meus e como o polegar consegue acariciar minha mão. É a forma como consegue ser tão maior do que eu, e de como o corpo se faz presente e o amor, verdadeiro. É a forma como a risada tão singela, tão única, me encanta. É a forma como se encolhe quando o despertador soa, irritado e com aquele suspirar pesado de mais uma semana se iniciando. É como se preocupa em dormir comigo, me abraçando. É a forma como o universo todo conspira a nosso favor e como o olhar brilha quando tem um insight – o que não ocorre tão raramente assim. São os detalhes que o tornam tão único. Tão meu. Tão do mundo, tão importante. Tão claro quanto a luz e o calor que emana.

Em toda a vida, em todo o momento, eu fui o fogo. Mas, em todos os momentos, vento e tempestade me assolaram. Quase apagaram, diminuíram força e vontade. Tornei-me, oras, chama pequena para quem ousava apagar; mas eles ignoraram que basta uma fagulha presente para que continue queimando. E fui fogueira para os viajantes, para os estrangeiros, para os estranhos. Fui o ponto de iluminação durante a escuridão tenebrosa de outros, estive pulsando em chamas quando a sofridão latente caminhava ao lado; queimei pontes que atravessei, deixei os rastros de cinzas e pó ao redor. Até você chegar.

 Eu fui fogo solitário. Fui aprendendo que não importavam as vezes em que tentaria, nunca seria grandiosa o suficiente. Até. Você. Chegar.

Como uma chama que crepitava, foi chamando atenção. Foi aquecendo o espaço ao lado, foi ganhando mais força. Porque você é forte. Foi se alastrando até que a primeira fagulha veio na minha direção. Uma pequena chama, crescendo a cada dia mais. Até que, num rompante de desejo e sentimento, tornei-me uma fogueira. Novamente. Não queimei você, porque os semelhantes também se dão mesmo que o ditado diga que “os opostos se atraem”. Cachoeiras e ventanias não combinam comigo. Mas, o fogo, sim. O seu fogo. O seu aquecer. Eu vejo o fogo e vejo a luz. Sinto o calor nos olhares, nas juras eternas, nas promessas silenciosas. E, aí, tornamo-nos um só.

Prontos para incendiar o mundo, prontos para conquistarmos o que for. Somos fogo. Somos fogueiras que ardem na noite escura, mas nunca só.

Lorena Schveper

Catarinense, teimosa por natureza. Metida a escritora e psicóloga, às vezes fazendo bico na arte de procrastinar. Bookaholic desde que se entende por gente, encontrou nas palavras a arte de amar. Tagarela que lê de tudo, até bula de remédio. Designer, unicórnia, cacheada, apaixonada por café. 🦄❤️

Posts Relacionados

21 Comentários

    1. Lorena minha filha vamos enviar esse texto para uma editora, porque o mundo precisa ler isso!! faz tempo que não leio um teto assim, com poesia pura, vinda direto do coração.. amei amei!
      “Foi aquecendo o espaço ao lado, foi ganhando mais força. Porque você é forte.” você conseguiu me fazer chorar!
      lindo demais, parabéns!!

      1. Meu Deus! :O Ai, se uma editora lesse algo que eu escrevi e gostasse!! kkkkk Ia ficar louca, amo escrever, mas fazia tempo que não batia essa inspiração para conseguir produzir algo do fundo do coração. <3 Fico feliz de ter tocado seu coração de alguma forma, Isa! <3

      1. Ai Nathália, obrigada! <3 É bom as pessoas inspirarem dessa forma! Fico incrivelmente feliz quando vocês me inspiram dessa forma!! E que isso, hahaha. Não escrevo tão bem assim.

    1. Olá!
      Que texto maravilhoso. É incrível como alguns romances mexem conosco e nos fascinam. Dá para ver o sentimento transbordando em seu texto. Seu blog é incrível e quero ver mais textos lindos por aqui.

    1. Espero um dia poder me sentir assim também, amar tão intensamente alguém que mais nada no mundo vai importar.
      O texto é maravilhoso, dá vontade de compartilhar mil vezes e ler outras mil.

      1. Você vai sim! 😉 Demorei 22 anos da minha vida pra encontrar alguém que me fizesse tão feliz e tão plena, tão completa. Demora, é aos trancos e barrancos, erros e acertos, mas tudo sempre acaba dando certo no final!

    1. Genteeee que texxtoo maravilhoso! Amei de mais as palavras que usou a forma que escreveu achei lindo de mais!! Nós vemos o sentido, sentimento no texto, nada melhor que ler algo assim, lindo amei o Blog ameiiii o textoo

    1. Oi Flor ❤️
      Quero começar elogiando seu blog, amei o designer e os post.
      E esse texto que incrível, o autor consegue se expressar perfeitamente, comovendo o leitor. Sem palavras, eu amei apenas. ❤️

    1. Ual que texto mais apaixonante. O amor é lindo e escrito com essa intensidade o torna mais suave e selvagem ao mesmo tempo. Eu amei cada palavra. Bjs

    1. Que texto M-A-R-A-V-I-L-H-O-S-O amei muito❤, amei tambem o seu blog, continue assim que vc vai longe❤😘. Sucessos para vc e o blog!

    1. Que texto lindooo! Ahhh, o amor, existe coisa mais linda que o amor? Um sentimento tão mágico, tão bom… Parabéns pelo texto, achei simplesmente lindo demais!

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *




@sereianda